Prêmio Elisabete Anderle 2020 tem 88% das propostas admitidas na primeira etapa

Dos 1251 projetos enviados à edição de 2020 do Prêmio Elisabete Anderle, 1097 foram considerados aptos a continuar concorrendo, após passarem pela etapa de admissibilidade. A lista completa dos admitidos pode ser conferida na plataforma de inscrições do Edital.

A admissibilidade é a etapa de caráter eliminatório, que compreende triagem com o objetivo de verificar se a proponente cumpriu com todas as exigências previstas para inscrição no Prêmio. De acordo com o cronograma do Edital, as proponentes têm das 0h01 de 25 de agosto às 23h59 de 31 de agosto de 2020 para entrar com recursos sobre a decisão. O resultado da análise dos recursos será divulgado no dia 14 de setembro de 2020.

Na edição deste ano do Prêmio Elisabete Anderle, a Fundação Catarinense de Cutura (FCC) vai distribuir R$ 5,6 milhões a 215 projetos culturais para proponentes de todas as regiões de Santa Catarina. Mais uma vez a premiação está dividida em três editais: Patrimônio e Paisagem Cultural, Artes Populares e Artes.

Do total de inscritos, 536 eram de proponentes da Grande Florianópolis; 212 do Vale do Itajaí; 186 da região Norte do estado; 170 do Oeste; 93 do Sul; e 54 da região Serrana. Entre as áreas, a que mais recebeu projetos foi Artes (795), seguido por Artes Populares (233) e Patrimônio e Paisagem Cultural (223).

EDITAL: Artes – 795 inscrições
Artes Visuais: 152
Danca: 94
Literatura: 200
Música: 185
Teatro: 164

EDITAL: Artes Populares – 233 inscrições
Artes Circenses: 39
Cult. Povos Indígenas: 24
Cult. Popular e Diversidades: 121
Cult. Negras e Afro Brasileiras: 49

EDITAL: Patimônio e Paisagem Cultural – 223 inscrições
Bibliotecas Públicas: 9
Museus: 21
Patrimôinio Imaterial: 123
Patrimônio Material: 70